O que mudou na pecuária nos últimos vinte anos?

October 16, 2018

 

Quando o assunto é a tecnologia auxiliando a gestão – seja de uma empresa, seja de uma propriedade rural – não é nem um pouco raro encontrar pessoas que mostram grande resistência, dizendo “meu pai tocou isso aqui por X anos desse jeito e sempre deu certo, não tem motivo para eu mudar a forma de trabalhar”.

 

Respeitamos essa visão, e respeitamos todo o esforço e trabalho feito pelas gerações passadas, mas muita coisa mudou no mundo nas últimas décadas, e essas mudanças também afetam a gestão, inclusive de fazendas de gado de corte!

 

Pense assim: você se vê hoje sem um smartphone? Pois saiba que foi a pouco mais de dez anos que eles se popularizaram, com o lançamento da primeira versão do Iphone, da Apple. Você se vê hoje sem o WhatsApp? Ele não tem sequer uma década de vida. E o Google? 14 anos. Você vivia sem tudo isso antes de seus respectivos lançamentos, assim como seus pais, seus avós, e outros antepassados, mas… esses lançamentos mudaram a sua vida para melhor, e hoje é muito difícil viver sem tudo isso.

 

Com o lançamento e aperfeiçoamento de novas tecnologias como big data, cloud computing, IoT, smartphones e uma maior acessibilidade do campo à internet, muitas mudanças também chegaram para fazendas de gado de corte, tornando a gestão de sua propriedade muito mais eficiente, produtiva e, principalmente, lucrativa.

 

Quer ver algumas dessas mudanças? Vamos lá!

 

 

Brincos e Balanças Eletrônicas

 

As informações sobre seu gado, como nutrição, uso de medicamentos, reprodução e genética dos animais de uma fazenda de gado de corte é – ou deveria ser – um dos maiores ativos da propriedade. A partir dessas informações, o produtor terá condições muito melhores para tomar decisões assertivas, capazes de levar a fazenda a ter uma lucratividade muito maior.

 

Utilizar-se de brincos e balanças eletrônicas irá permitir a automatização da coleta de dados de cada animal, reduzindo significativamente o tempo necessário para a coleta, erros, perda de dados e principalmente fraudes.

 

A coleta de dados como o peso do bovino

fica muito mais fácil com o uso de

dispositivos eletrônicos

 

Algumas empresas que desenvolvem brincos e balanças eletrônicas:

Tru-Test

Gallagher

 

 

Estações Meteorológicas

 

Muitas das decisões que o produtor rural deve tomar podem ser afetadas pela variável do clima, e na pecuária isso não é diferente. Apesar de existirem fontes de informações meteorológicas que fornecem dados a um custo muito baixo (ou até mesmo de maneira gratuita), elas trazem informações sobre a região como um todo, o que diminui a precisão dessas informações. É cada vez mais comum que produtores rurais comprem suas próprias “mini estações meteorológicas” e espalhem essas estações por toda a propriedade. Com o auxílio delas, o produtor pode ter informações muito precisas sobre o microclima em cada um de seus piquetes, por exemplo

 

Com essas informações, o produtor rural terá muito mais munição para tomar decisões como irrigar ou não uma pastagem, se é ou não o momento de se aplicar um herbicida ou outro defensivo, etc.. Isso pode se converter em uma economia bastante significativa para a fazenda, aumentando sua lucratividade.

 

Algumas empresas que desenvolvem mini-estações meteorológicas:

AgroSmart

 

 

Colares Eletrônicos

 

Existem atualmente colares que monitoram os sinais vitais do gado e a ruminação, permitindo que o produtor receba alertas quando uma fêmea entra no cio ou em trabalho de parto, ou que algum de seus animais esteja apresentando sinais de estar doente. Dessa forma, o produtor e o veterinário podem ser muito mais rápidos em tomar as ações necessárias.

 

Algumas empresas que desenvolvem colares eletrônicos:

Cowmed

 

 

Smartphones

 

Os smartphones mudaram radicalmente a forma de nos comunicarmos. Notícias que antes demoravam dias para chegar até nós, chegam hoje em questão de segundos. Essa rapidez e facilidade de acesso podem ser utilizadas também para a gestão de fazendas de gado de corte. Aplicativos para a captação de dados de dispositivos eletrônicos (IoT), como brincos, balanças e colares eletrônicos agilizam em muito o processo de coleta de dados.

 

Além disso, alguns softwares (como o JetBov, por exemplo) não necessitam de nenhuma instalação em computadores, permitindo que o produtor rural acesse os dados de sua fazenda em qualquer lugar, em seu smartphone. Dessa forma, o produtor pode estar por dentro do que acontece na fazenda sem precisar estar lá. Isso é ótimo para quem tem outras atividades, ou mais de uma propriedade rural.

 

 

Satélites

 

Atualmente, existem mais de mil satélites comerciais de monitoramento em órbita na Terra, permitindo que uma propriedade rural seja “fotografada” diariamente. Alguns satélites possuem câmeras avançadas, que permitem a identificação de doenças e plantas daninhas em culturas como soja, milho, trigo e também o pasto.

 

Esse tipo de monitoramento é muito mais eficiente do que o tradicional olho humano, e permite uma visão praticamente onipresente de sua propriedade rural. E o melhor: alguns serviços de monitoramento por satélite possuem um preço bastante acessível!

 

Algumas empresas que desenvolvem plataformas de monitoramento via satélite:

AgroNow

 

 

Drones

 

Os drones hoje podem ser utilizados de várias maneiras em uma propriedade rural: monitoramento de plantas e animais, pastoreio, pulverização em pontos específicos do pasto e até mesmo na segurança da propriedade e de seus ativos.

As possibilidades para o uso de drones

na pecuária são inúmeras

 

Algumas empresas que desenvolvem drones para o agronegócio:

Horus Aeronaves

 

 

Plataformas de Gestão

 

Ter tudo o que foi citado anteriormente é muito bom, mas e se tudo isso fosse visualizado de maneira integrada entre si e também com os dados de sua fazenda?

 

Plataformas de gestão de fazendas de gado de corte, como o JetBov, podem (e vão) auxiliar você a profissionalizar a gestão de sua propriedade rural. Todas as mudanças citadas passam a permitir que você, mesmo que não tenha tanta experiência assim com a pecuária, trate sua fazenda como se fosse uma empresa, e passe a ver a possibilidade de aumentar a produtividade e principalmente os lucros por ela gerados.

 

As gerações anteriores fizeram um trabalho homérico abrindo pasto, marcando gado à ferro quente, fazendo a gestão da fazenda em livros-caixa e blocos de anotações, e somos muito gratos a eles. Mas hoje em dia não há mais porquê fazer as coisas da maneira que eram feitas naquela época, sendo que podemos usar uma enorme gama de tecnologias ao nosso favor, assim como não há motivos para se mandar uma carta para alguém e esperar dias por outra como resposta, sendo que simplesmente podemos manter uma conversa por horas via mensagens de WhatsApp.

 

Utilizar-se de plataformas de gestão de fazendas de gado de corte como o JetBov, aliada a implantação de boas práticas de gestão, é dar os primeiros passos rumo ao aumento da lucratividade de sua propriedade, por um preço extremamente acessível. Se você tem interesse nesse crescimento, você pode testar o JetBov de forma gratuita por alguns dias clicando neste link. Seja você também um JetBover!